Skip to content
Você está em: Pagina Inicial arrow Caraguá News arrow Obra de R$ 775 milhões da Rodovia dos Tamoios atrai 27 empresas

Dieta Brasil
Obra de R$ 775 milhões da Rodovia dos Tamoios atrai 27 empresas

Rodovia dos Tamoios‘Gigantes’ do setor da construção no país entraram na disputa pela execução da obra de duplicação da Rodovia dos Tamoios, principal ligação ao Litoral Norte.

De acordo com a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.) 27 empresas manifestaram interesse em participar da licitação do serviço, que está na semana de análise da documentação.

Dentro do grupo estão as maiores construtoras do país,
como Odebrecht, Serveng, Andrade Gutierrez, Mendes Júnior e Camargo Corrêa (uma das responsáveis pela obra do Rodoanel).

Os documentos que manifestam o interesse das empresas em executar a obra, orçada em R$ 775 milhões, foram entregues na última sexta-feira ao Estado.

A documentação mostra que 16 das 27 participantes do certame se uniram para firmar um consórcio e dessa forma concorrer juntas à licitação.

Lotes. Entre as empresas que decidiram se unir estão as construtoras Norberto Odebrecht, que presta serviços na América do Sul, África, Oriente Médio, Estados Unidos e Portugale a Serveng Civilsan.

Juntas, elas querem executar toda a obra, que foi dividida em dois lotes --o primeiro, que vai do km 11, em São José, até o km 35, em Paraibuna, e o lote 2, que vai do km 35 ao km 60, também em Paraibuna.

Segundo informações da Dersa, dos 16 consórcios firmados, nove se habilitaram para executar apenas um trecho da obra. Levantamento feito por O VALE mostra que o primeiro lote é o mais requisitado entre as empreiteiras concorrentes.

Outra gigante do setor, a construtora Andrade Gutierrez também quer executar todo o serviço, mas participa do certame sozinha. Da mesma forma que faz a construtora Mendes Júnior. A Camargo Corrêa também participa do certame sozinha, mas concorre pela execução apenas do segundo trecho.

Parceria. A Andrade Gutierrez é a empresa responsável pelas obras de ligação do corredor Dutra/Carvalho Pinto, em São José dos Campos.

A empresa executa o pacote de serviços desde 1993 e quase assumiu a duplicação do planalto da Tamoios em julho desse ano. Na ocasião, o governados Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que pretendia aditar o contrato da ligação para a duplicação da rodovia. Após críticas, o projeto não foiadiante.

Vencedora. A Dersa informou ontem que em até um mês será anunciada a relação dos que passaram pela fase de análise de documentação, abrindose prazo legal de recurso.

A previsão é que a obra tenha início em março de 2012 e seja concluída 20 meses depois, em novembro de 2013, para não prejudicar o fluxo das temporadas de verão.

Os serviços vão exigir a desapropriação de 250 terrenos, comércios e residências entre São José e Paraibuna e o desmatamento de 200 hectares de vegetação, sendo que 22,9 hectares de Mata Atlântica.

A duplicação da Tamoios é prometida pelo Estado desde a gestão do ex-governador Mário Covas. Inicialmente, Alckmin informou que a obra iria começar em janeiro de 2012.

  • 775 milhões de reais
é o custo estimado da obra de duplicação da Tamoios, sem considerar o valor das desapropriações e licenças

  • CONCORRÊNCIA
Pelo menos 27 ‘gigantes’ da construção no país demonstraraminteresse emexecutar a duplicação da Tamoios, orçada emR$ 775 milhões

  • CONSÓRCIOS
Das 27 participantes, 16 firmaramconsórcio como a Odebrecht e Serveng. Tambémparticipamdo certame a Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez

  • UM MÊS
Dersa informou que vai anunciar dentro de um mês as empresas que tiverama documentação aprovada. Obras começam em março

Fonte: Jornal O Vale / Site Prefeitura de Caraguá

 
< Anterior   Próximo >

Mudanças | Fretes

Mudanças e Carretos para o Litoral Norte de SP

Estradas Ao Vivo

Guia Comercial

Anúncie Grátis

2ª Via IPTU Caraguá

2 via IPTU de Caraguatatuba

Publicidade

Portal de São Sebastião

Bairros de Caraguá

Bairros de Caraguatatuba

Caraguatatuba | Hospedagem | Hotéis Flats Pousadas | Praias » Prainha, Palmeiras, Indaía, Tabatinga, Mococa, Cocanha, Praia Martin de Sá, imóveis, imobiliarias, Temporada